segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Acauã - O direito de viver

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Yolanda Adams - How Great Thou Art("Quão Grande És Tú" ou "Como é grandiosa a vossa obra" em português).

A esplendorosa performance de Yolanda e seus músicos na Casa Branca são evidência de um ínfimo fragmento da Grandeza de Deus.

Assista com moderação(se conseguir)!

domingo, 14 de novembro de 2010

Create your own banner at mybannermaker.com!
Copie este código para seu Website para mostrar este Banner!

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

A HISTÓRIA DAS COISAS(MATERIAIS)

Olá queridos blogueiros,

Estamos incorporando mais um vídeo para refletir, aliás, este bem que poderia ser um complemento, ou uma versão mais simplificada da penúltima postagem: "DA SERVIDÃO MODERNA". Embora não concorde com muita coisa publicada pelos autores, devo admitir que o conteúdo deste em particular é bastante instrutivo.
Ambos os vídeos combatem fortemente o espírito Consumista, o Sistema Totalitário Mercantil. Espero com esta postagem contribuir para uma profunda conscientização e sacudir um pouco nossa postura de comodismo intelectual:

DA SERVIDÃO MODERNA

Queridos blogueiros,

Aqui está um texto sobre o qual vale a pena refletir. Eu digo "texto" porque o vídeo já é uma produção de uma segunda pessoa e não do autor do documentário e portanto, uma interpretação do mesmo. Há cenas, especialmente quando acaba o texto(na segunda metade do 5º vídeo), que não recomendaria a você gastar seu precioso tempo.
De qualquer forma, é um documentário interessantíssimo e revolucionário.

Veja com discernimento.








Ilton
Morada Nova de Minas
12011/2010

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

RESSURREIÇÃO, O ÚNICO MODO DE VIVER DOS DISCÍPULOS DE CRISTO

“Ele não está aqui, mas ressuscitou”.(Lc. 24.6).

Este versículo contém uma verdade que define a nova vida dos discípulos de Cristo. “Ele(Jesus)... ressuscitou”. Nada pode ser pungente na alma do crente que esta verdade, pois com a ressurreição Deus autentica toda obra de Cristo, sua encarnação, seu sofrimento, sua morte vicária(no lugar daquele que crê), enfim sua Redenção.
Não há outro modo que demonstre melhor o estilo de vida dos servos de Cristo que um estilo de vida ressurreto. A ressurreição como estilo de vida postula que primeiro nós já morremos para o pecado, já que Cristo morreu pelos nossos pecados na cruz. A ressurreição como estilo de vida é o melhor testemunho de que o que agora vivemos, vivemos pela fé em Cristo e que no ato de crer nEle vivemos. A ressurreição como estilo de vida é a grande declaração de vitória do crente sobre o passado pecaminoso, sobre as acusações de satanás, sobre o mundo que jaz num estado de queda e, portanto no maligno e por fim a admissão daquilo que Jesus fez no seu interior.
As implicações desse novo estilo de vida podem ser encontradas em Jo.3; Rm. 6-8, Ef. 2-4 e Cl. 3.  Em outra ocasião, trataremos mais deste tema.

Ilton.
10/11/2010.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Switchfoot - DARE YOU TO MOVE

Antes de assistir esse vídeo medite nisto:


Disse Jesus em Mateus 5.13:
"Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? Para nada mais presta senão para, lançado fora, ser pisado pelos homens".


Há pelo menos cinco lições que podemos deixar para você agora:
1. Todos aqueles que tiveram um encontro pessoal e portanto real com Cristo são "sal da terra".
2. Os verdadeiros discípulos de Cristo são diferentes das demais pessoas assim como o sal difere da terra. O segredo da influência é a diferença.
3. Os discípulos do Senhor tem como área de atuação toda a terra.
4. As principais propriedades do sal são:
a) Preservar, isto é, deter a decomposição.
b) Dar sabor, tornar agradável.
c) Imiscuir-se para influenciar, isto é, o sal desaparece, penetra e tempera.
5. Somente vivendo como "sal da terra" a vida tem sentido real e supremo. Jesus é o sentido. Mova-se!


Ilton
Morada Nova de Minas

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

O DIABO CAMINHA NA VARANDA E A VARANDA É A CARÊNCIA

Um caso hipotético para exemplificar
Mary é uma garota estadunidense de 14 anos de idade. Ela é filha de um habilidoso diplomata americano que passa parte de sua vida nos ares em viagens de trabalho. Mary tem uma mãe dedicada que exerce a psiquiatria no seu próprio consultório. Como filha única recebe todo cuidado e atenção que seus pais lhe podem dar. Porém, há algo que a incomoda há alguns anos: seu pai pôde participar somente de uma de suas festas de aniversário e não esteve presente na sua primeira formatura. Ela desde cedo observava a presença dos pais de seus amiguinhos em suas realizações e gradativamente sofria com a ausência do pai.
Há 3 meses, Mary começou namorar com Joe, um jogador do time de basebol que desde que se conhecem, sempre  se pôs ao seu lado nos melhores momentos de sua vida. Seu aniversário de 15 anos agora se aproxima e seu pai está numa missão no oriente médio. Ela tem discutido muito com ele por telefone e sua mãe não está mais conseguindo contornar a situação. Os hormônios de Mary estão à flor da pele, sem falar os de Joe. Cada dia que passa sua inquietação interior se agita como um mar revolto.
A mãe de Mary já percebeu a diferença de comportamento de sua filha em poucos meses e, temendo que ela se envolva com drogas em festinhas de amigos, lança mão de seus conceitos pós-modernos na criação de filhos e sugere a filha que convide o Joe para dormir em casa no final de semana. Isso é tudo o que Mary deseja a essa altura. Até à noite de sábado sua mente fantasia – uma torrente de pensamentos “inusitados” passa pela sua cabeça.
Enfim, festa de 15 anos. Lá estão todos festejando! Mary está maquiada, mas não pode esconder totalmente sua tristeza profunda. Seu pai está constrangido; sua mãe tenta acomodar todo mundo. Mary está a andar de um lado para outro; toma o celular sem conseguir esconder a preocupação e liga várias vezes para o Joe, mas ninguém atende. Nervosa, Mary atira o celular contra a parede de seu quarto e desce rapidamente para o saguão. Surge então uma ideia: ligar para sua colega com quem ela sempre desabafa nas horas de muita tristeza. Mary toma o celular de sua tia, recorre à lista telefônica dos colegas e disca com expectativa. Quando do outro lado vem o “Alô, quem fala?”, ela reconhece a voz do Joe. Antes que saia qualquer palavra Mary reprograma sua conversa. Ouve ao fundo uma pândega de garotos e garotas. Decepcionada, desliga seu celular e corre de volta para seu quarto.
Mary, uma garota que tinha tudo(ou melhor, quase tudo), passa agora as próximas duas semanas deprimida tentando esconder uma gravidez. Mil pensamentos mortais passam pela sua mente. Culpa, medo e ódio, sãos os novos habitantes no coração daquela meiga jovem de quem todos esperavam um futuro promissor. Em razão dessa prostração psicológica, ela é levada para fazer alguns exames médicos. Mary agora é soropositiva e uma nova luta começa.

Um princípio universal
Creio ser esta uma verdade universal: o lugar predileto da atuação demoníaca é a carência humana. Qualquer lugar ou condição humana que viermos a conhecer durante nossa trajetória de vida mostrará seus pontos de carência afetiva, física, moral ou espiritual e ao analisar essa carência descobriremos o ponto em que o maior oportunista da maldade começou seu trabalho sujo. Daí, a importância desse assunto.
Toda criação está sob o estigma da carência, pois “todos pecaram e carecem da glória de Deus”(Rm. 3.23). Não há uma pessoa sequer que nasça sem tal estigma já que todos pecaram. O pecado é a raiz de toda carência humana, não fosse ele não haveria falta alguma em nossa alma. Seríamos completos e plenos, mas fomos rebaixados como um time desqualificado. Estamos num mundo que não produz mais humanos perfeitos, mas gente carente.
Esta carência universal não quer dizer que está faltando no mundo alguma coisa que Deus não tenha criado para o bem do homem ou que o próprio Deus se alienou por completo da sua criação, mas que nos tornamos incapazes de desfrutar da vida de Deus e das coisas de Deus. Estamos separados de sua vontade.

Um termo contundente
Por essa razão uso o termo “carência” que significa estar privado de alguma coisa. Não é a necessidade de algo que não existe, mas a privação de algo que existe.
Poderia ter intitulado também assim: A miséria é a varanda do diabo. Mas não seria correto, pois a miséria e a destruição são as câmaras do diabo. Ele se põe na varanda à porta procurando entrar. Uma vez na sala de estar ele procura os quartos mais reservados para iniciar sua miséria e destruição da casa inteira.
Carência é atualmente um termo tão usado que parece ganhar o senso de coisa normal. É nesse ponto que quero chamar atenção para a seriedade dessas coisas “normais”. “Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor(está na varanda), como leão que ruge procurando alguém para devorar”(1 Pedro 5:8).
Infelizmente muitos já descuidaram desde bem cedo e agora precisam de um dedetizador especializado, pois a casa já está para ruir.

Cuidando da varanda
Devemos prestar atenção em cada ponto de carência de nossas vidas. Devemos olhar primeiramente para nosso interior e honestamente julgar se estamos cheios da presença gloriosa do Espírito ou não, se as “fontes de águas vivas” estão jorrando de dentro de nós ou se estamos ressequidos.
Devemos observar ainda se nosso caráter é firme ou está sendo abalado facilmente pelas tempestades deste mundo. Devemos inquirir se nossas emoções estão sendo acalmadas com a doce voz do nosso Senhor Jesus. Devemos olhar para nossa família, ver o que carece nosso cônjuge, nossos filhos, nossa gente e procurar supri-los à proporção do que Deus nos deu.
Eis uma grande tarefa! Mas não é só isso.

A suficiência de Cristo
Acima de tudo devemos manifestar ao mundo o Evangelho de Cristo que é o “poder de Deus para salvar todo aquele que crê”(Rm. 1.16). Jesus é o que enche o interior, a “Porta” de salvação, o “Bom Pastor que dá a vida pelas ovelhas” e Aquele que garante que “ninguém as arrebata de suas mãos”(Jo. 10.1-10).
Jesus é aquele que transforma carência em crescimento, que manifesta toda sua glória até nas necessidades daquele que O ama.
Jesus é o “mais valente” que, vence o “valente(diabo), tira-lhe a armadura em que confiava e lhe divide os despojos”(Lucas 11:22). Que faz morada no coração do antes estava perdido, restaura, enche de graça, luz, justiça e paz, e quando o “valente” começa andar na varanda, Ele, Jesus, toma a frente e vai à porta expulsá-lo.

Em Cristo,

Ilton
Morada Nova de Minas
1 de novembro de 2010

sábado, 23 de outubro de 2010

O MUNDO E O JUBUTICABAL

Hoje me lembrei de quando estudava o ensino fundamental, de quando voltando da escola com meus colegas passávamos pelo Jaboticabal para deliciarmos dessa fruta brasileira.
Ali havia também muitos espinheiros. Tínhamos de entrar com cuidado.Entre espinheiros e jabuticabeiras fazíamos nossa preparação para o almoço, divertíamos, mas também espinhávamos nos espinhos e uns com os outros(rssrss). Era um protótipo do mundo, da vida.
Algumas pessoas plantam espinhos, especialmente nas áreas remotas da África para se defender dos animais ferozes; outros plantam espinhos por causa das flores que enfeitam o jardim e, outros mais o fazem por motivos diversos.
Quem planta espinheiro terá espinhos, mas naquele jabuticabal havia espinhos que não foram plantados por homem algum, e nós devíamos passar por eles para conseguir as jabuticabas. Estas por sua vez, eram em parte nativas, já as demais foram plantadas. Quem planta jabuticaba colhe jabuticaba.
Para a maioria das pessoas o mundo funciona com apenas um princípio: O que você plantar, isso colherá. Mas Jesus nos mostra que há muitas coisas negativas que experienciamos e que jamais as plantamos. O mundo dá. É nativo pela própria condição em que a terra(o mundo) se encontra. A terra “produzirá cardos e abrolhos”(Gn. 3.18), “No mundo passais por aflições, mas tende bom ânimo”(Jo.16.33) e você poderá pesquisar várias outras passagens que tratam do assunto. Se alguém deseja alcançar as jabuticabas terá de passar pelos espinhos inevitavelmente.
Em outras palavras, toda teologia moral de causa-efeito não tem qualquer valor para nos nortear na vida verdadeira, pois ela toma um fragmento de um princípio e o aplica a todas as circunstâncias.
Se alguém plantar o mal, colherá condenação à sua vida. Mas nem toda aflição, dor, pesar é fruto de uma semeadura do mal.



Em outra ocasião trataremos das implicações dessa visão revolucionária da vida.

Ilton,
Morada Nova de Minas
23 de outubro de 2010.

domingo, 17 de outubro de 2010

O encontro de Steven Tyler (Aerosmith) e Juliette Hamilton,

O encontro e encanto do Rock com o Soul.




YOLANDA ADAMS & BILLY PRESTON - IMAGINE

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Do meu quarto para o túnel do tempo





Deitei e pensamentos me vieram como a sombra passa por debaixo das arvores. Lá estava eu no meu quarto, 22 de agosto de 2010, tarde de domingo. As sombras imaginárias começaram a passar pela minha mente. “Por que eu passo por tantos problemas? Por que a minha vida passa por estações? Por que tenho que passar por estas situações?” E assim dei lugar a uma nebulosa imaginação rica em questionamentos que só eu sei por onde passa. Mas em meio aquelas perguntas que só o ser humano pode fazer, eu ouvi uma voz suave como o vento a me dizer. “Vamos dar uma volta na bíblia?” Uma viagem ao tempo. Uauaauu…até me imaginei fazendo um filme. Aceitei o convite! Lógico, afinal, o companheiro era o melhor. Era Deus! Sabia que ele iria me falar alguma coisa. Por que, geralmente nas minhas perguntas loucas ele sempre me responde de forma inesperada. Então, saímos do quarto. Quando chegamos em uma lugar histórico Ele começou. “Querida, lembra de Daniel. Vida confortável no palácio e de repente na cova dos leões. O quarto anjo estava com ele e logo depois ele foi exaltado. Eu o exaltei.”(Dn.6:22) Hummm… lembro. Personagem pesado esse heim para me mostrar. Respondi com uma voz de silêncio. “Mas, vamos andar mais ainda no tempo. Lembra de Abraão? Eu o chamei de uma terra distante. No meio do caminho ele ficou meio sem direção. Mas o dei um filho por herança e o coloquei em um lugar de prosperidade. Exaltei a sua família.(Gn.18:14) E Estevão? Lá no novo testamento? Você lembra do apredejamento?” (At.7:54-60).Nesse meio tempo comecei a ver as cenas de apredejamento que feriam Estevão, assim como apedrejavam um criminoso no passado. O senhor continuou a dizer. “Ele sofreu sim nesse momento, mas Eu dei a ele a visão da glória. Dei para ele um bem estar que ninguém pode ter nesta terra. Uma satisfação e uma alegria infinitamente maior. E Jó? Como ele foram tenebrosas as mudanças que eu permiti na vida de Jó. Ele perdeu muito no inicio. Perdeu até a saúde. Ficou com feridas. Ahh.., mas quando eu decidi mudar a vida de Jó. Foram muitos tesouros que eu coloquei nas mãos dele. Filhas lindas, riqueza material e sobretudo um bem estar completo. Espiritualmente amadurecido e exemplo para todos e ate para você.” Neste meio tempo eu já havia me calado. Continuou o Senhor “ Precisar falar alguma coisa sobre Moisés?” Não! Respondi! Entendi já Senhor! A viagem foi suficiente para eu sentir na pele o que o Senhor pretendi comigo. Senti que o Senhor permite que nós passemos por momentos difíceis que consiste de Inicio, Meio e Fim. O Senhor continuou a me dizer: “Querida, quero que você saiba de três coisas sobre sua tribulação. 1º: Quando a tribulação vier Deus já tem um plano posterior à tribulação. 2º Após a tribulação eu vou te colocar em um estado psicológico, espiritual e material melhor que o anterior. 3º Eu permito que você passe por provações, porque na condição de Deus e interessado no seu crescimento espiritual eu me recuso a te deixar na condição primária experimentando de pouco e sendo exemplo de poucas coisas que eu posso fazer.” Sim, Senhor! Eu entendi e passarei por aquilo que o Senhor permitir. Hoje, mesmo com as dificuldades eu creio seu plano infalível do Senhor. Sei que o lugar que o Senhor tem para mim é mais espaçoso que o anterior. Assim terminou a minha conversa com Deus e literalmente me levantei. Sei também que me levantei para a vida e para acreditar que no amanhã Deus tem uma terra espaçosa, cheia de leite e mel para me dar, somado a muito conforto.

Deus está com você no túnel ou no furacão.

Ilenice Freitas
 ilenicefreitas@yahoo.com.br

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

ELEIÇÕES 2010 - "OS ÚLTIMOS SERÃO OS PRIMEIROS"(MT. 19:30)

Depois dos últimos acontecimentos que vivenciamos em resposta à eleição 2010, nesse últimos dias no Brasil, podemos sentir que, alguma coisa de sobrenatural está acontecendo aos nossos próprios olhos! "Os últimos serão os primeiros", com certeza, a mão do nosso Bom Deus está pesando em alguém e por procedimentos de pessoas egoístas, prepotentes, que querem se equiparar à Deus. Formalizando e proferindo palavras errôneas visando os seus próprios destaques na mídia e se auto-promovendo. Mas, elas se esquecem que quem é o dono de todas as coisas e de todas as respostas e atitudes é Aquele, quem nos formou e criou para a Sua própria servidão.
Sim, somos escolhidos por Ele muito antes de sermos formados no ventre de nossa própria mãe e o servimos sobre todas as coisas.
O desejo de querer galgar o mais alto posto de uma Nação, está mais forte em todos os sentidos, passando por cima de tudo, de todos e de princípios cristãos, familiares, morais e cívicos.
Os pequenos, Deus os faz grandes e, os derradeiros alcançam os primeiros lugares!


Pr. José Alberto de Siqueira
Igreja do Evangelho Quadrangular

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

JOGADOR OU TORCEDOR - Um Apelo à Igreja Evangélica de Morada Nova de Minas

Estou ciente de que ao usar a metáfora a seguir, muitos leitores poderão pensar que considero a presença e o trabalho da Igreja equivalentes aos clubes de futebol, porém, meu objetivo é elucidar o ensino bíblico sobre o envolvimento cristão nos ministérios e causticar nossa tímida atuação e serviço cristãos. Portanto, faça dessa leitura um momento de reflexão assim como eu mesmo estou me criticando enquanto escrevo.




Olhando para a igreja evangélica como um time de Deus, em que condição você se encontraria hoje?


Você seria um jogador ou um torcedor?


O jogador verdadeiro é aquele que se envolve por inteiro, isto é, um comprometimento emocional, intelectual e fisicamente. Ele dá o melhor de si em campo e fora de campo. É disciplinado, aplicado e está sempre se aprimorando técnica e fisicamente para ter o melhor desempenho na partida. Seu esforço chega aos limites daquilo que se aguenta. Seu objetivo com isso é dar o melhor de si, mas nunca o fará para ser uma estrela em meio à lama, pois sua consciência não o permite ser tresloucado o suficiente para ofuscar o time inteiro e tornar a si mesmo a “equipe perfeita”. Ele fará o melhor para defender seu time, conquistar o título e ser vencedor.
Ele sacrifica sonhos, põe-se à disposição do técnico, está pronto para ouvir, aceita críticas, sugestões e pode até viver uma vida de reclusão durante algum tempo para concentrar-se mais. Em sua mente tem um foco claro: vencer. Ele entrosa-se com os colegas, anima, incentiva, brinca, grita e, se preciso, “dá uma dura” nos distraídos. A vitória do seu time é sua vitória, a glória que lhe dão, ele a divide com todos.


Já o torcedor tem um currículo um tanto mesquinho por esta perspectiva e aplicação que abordamos. Sua contribuição financeira não passa dos impostos e do dinheiro da bilheteria. Ele geralmente é alguém caprichoso: senta-se na arquibancada para assistir, exige o possível e o impossível, reclama do técnico, dos jogadores, do Juiz e da mãe de todo mundo.
Quando seu time ganha vai à euforia desmedida, quando perde, pode “armar um barraco” na arquibancada mesmo. Passa a semana murmurando, enche a cara no primeiro boteco e há casos em que alguns mais loucos descarregam na esposa. Estes são fanáticos, adoecidos e caprichosos. Na melhor das hipóteses o torcedor pode animar os jogadores que suam a camisa dentro de campo ou vaiar o time adversário quando este está perdendo. Fora isso, nada mais é esperado de um torcedor.



Estamos vivendo tempos em que há um grande número de crentes dentro das igrejas evangélicas migrando de JOGADOR para TORCEDOR, com as mesmas manias e indolências. Sentam-se na arquibancada(bancos) domingo a domingo, contribuem financeiramente(dízimos e ofertas), assistem o jogo(culto), criticam o árbitro, o presidente do time,   a comissão técnica e os jogadores(Deus e os trabalhadores da seara) e se o jogo não foi uma goleada no adversário(que, via de regra é Deus atender todos os seus craprichos) “armam um barraco”(criticam a Igreja, o pastor e demais membros).


O que você é hoje, um JOGADOR ou um TORCEDOR?


Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara”. (Mateus 9:38)


Ilton,
Morada Nova de Minas
26 de setembro de 2010

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

PARABÉNS MORADA NOVA DE MINAS!


158º ANIVERSÁRIO DE MORADA NOVA DE MINAS

UM PRESENTE PARA MORADA NOVA DE MINAS

No centésimo quinquagésimo oitavo aniversário de Morada Nova de Minas temos o prazer de postar uma das notícias mais importantes para nosso município – a unidade do povo que intercede pela nossa cidade. Por isso, postamos com alegria estas notas sabendo que esta é uma conquista a tanto desejada por nós e esperada por Deus.

Uma nova história com uma nova inundação, mas não pelas águas do São Francisco e sim pelas Águas do Espírito de Cristo. Estamos presenciando um novo tempo para nossa gente!
Contaram-nos que uma semente fora lançada por quatro pastores evangélicos quando eles começaram uma reunião de oração pela nossa cidade, uma excelente iniciativa que infelizmente não perdurou muito. Agora, porém, cerca de nove anos se passaram e temos não só uma reunião de oração quinzenal juntos, mas já somos dez líderes em intercessão e com um ânimo renovado.
Em março deste ano(2010), iniciou-se esta reunião de líderes evangélicos com o objetivo de interceder pela cidade, por nós mesmos, por nossas famílias e por nossas igrejas. Na primeira reunião contamos com a presença de quatro ministros e agora temos representantes das seguintes Igrejas*: IPE, IEQ, PIB, IBNCV, IEAD, IEPRC, INC, IAA e IPVG. A cada dia nossas reuniões vêm crescendo em graça, vida e poder, fortalecendo laços de amizade e vínculos nos Espírito.
O dia 23 de agosto foi uma data muito especial em nossos encontros de intercessão. Recebemos o Rev. Luiz Martins Cardoso(IPE-Três Marias) que nos trouxe uma mensagem impactante sobre o Poder de Deus e depois da mensagem apresentou-nos uma proposta de aliança pastoral com cinco resoluções claras:
1.     Jamais falar mal dos colegas sob quaisquer circunstâncias.
2.     Não receber membros de outro ministério sem antes tratar com o colega em questão.
3.     Valorizar e elogiar o trabalho dos colegas.
4.     Auxiliar o colega em suas necessidades ministeriais e familiares.
5.     Buscar o crescimento do povo de Deus na cidade(não somente do seu ministério, mas dos demais).
A anuência foi unânime. Ao fim da reunião, tivemos um momento especial de oração em que todos nós saímos revigorados e bem mais esclarecidos de como deve ser nossa postura e relacionamento interpessoal em nossa cidade. Esta reunião tornou-se um marco na comunhão dos pastores e líderes.
As duas reuniões que se sucederam não fora de menor importância, pois tivemos o privilégio de realizar os Atos Proféticos na Cidade, conforme nos orientou o Pr. Luiz Martins. Na primeira delas, oramos nas ruas pelos órgãos públicos mais importantes: Prefeitura, Fórum, Câmara de Vereadores e ainda oramos pelo hospital da cidade. Na segunda reunião de Atos Proféticos, contamos com o veículo da Igreja Batista Nacional, pelo qual fomos primeiramente à casa do Pr José Alberto de Siqueira interceder por sua saúde, em seguida, fomos às entradas da cidade interceder por nossa gente.
Algo novo e muito especial está acontecendo em Morada Nova de Minas! Podemos ver e sentir isso porque vem de Deus. Esta cidade será totalmente inundada não mais pelas águas do “Velho Chico”, as quais trouxe muitos pesares, mas pelas “Águas do Espírito” e, aonde chegarem estas águas, tornarão saudáveis as do mar, e tudo viverá por onde quer que passe este Rio”(Ez. 47.9b). São Novas Águas que já descem sobre Morada Nova.

Parabéns Morada Nova de Minas! Seu Criador vem sobre ti!

Você está convidado a saciar sua sede nesta Águas!


Igrejas representadas*:

IPE: Igreja Presbiteriana Ebenézer
IEQ: Igreja do Evangelho Quadrangular
PIB: Primeira Igreja Batista
IBNCV: Igreja Batista Nacional Cristo Vive
IEAD: Igreja Evangélica Assembléia de Deus
IEPRC: Igreja Evangélica Pentecostal Reviver em Cristo
INC: Igreja Noiva de Cristo
IAA: Igreja Arca da Aliança
IPVG: Igreja Pentecostal Varões de Guerra(esta com dois templos na cidade).


Ilton.
15 de setembro de 2010

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

IMPACTO EVANGELÍSTICO COM A IGREJA BATISTA

Recebemos em nossa cidade nos dias 04, 05 e 06 de setembro, as Igrejas Batistas de Grão Mogol, Padre Carvalho, Josenópolis e Montes Claros realizando um Impacto Evangelístico com a Igreja Batista de Morada Nova.

Tivemos o privilégio de poder servir e dar suporte ao evento. Recebemos nossos famíliares e parentes em nossa casa os quais nos alegraram com sua presença e participaram na nossa EBI e do nosso EP no domingo(05) e lideraram o louvor no sábado(04).

Registramos aqui nossos agradecimentos ao Senhor Deus da Vida e da Salvação, aos irmãos que doaram seu tempo, dinheiro e esforço vindo de tão longe para abençoar esta cidade, à Igreja Batista de Morada Nova por nos dar o privilégio de servir e a Prefeitura de Morada Nova de Minas, na pessoa do Sr. Prefeito Alexsander Rocha, por mais uma vez nos apoiar.

Que Deus abençoe todos vocês!

Igreja Presbiteriana de Morada Nova de Minas
IPMN & PIB

terça-feira, 24 de agosto de 2010

DEUS (NO) GARI


Uma das profissões urbanas mais importantes é a de gari. Passo pelas ruas de nossa cidade, Morada Nova de Minas, e observo o trabalho dessa gente que durante toda semana arrasta folhas de árvores, terra, papel de bala, sacos plásticos e muitos, muitos outros objetos, alguns inusitados.

Imagine o que seria de uma cidade se não existisse garis!? Se ficasse a cargo de cada pessoa limpar a rua na frente de sua casa. Em um curto espaço de tempo os urubus não temeriam pousar nos muros, andar nas ruas e nos passeios. Algumas outras profissões, que também são de grande importância, se sobrecarregariam com um peso descomunal. É o caso, por exemplo, dos profissionais da saúde, médicos, enfermeiros etc. E quando os hospitais e postos começassem a formar filas quilometrais o Fórum e os escritórios de advocacia já estariam abarrotados pelas demandas entre vizinhos. Seria o caos!

Apesar da importância, muitos menosprezam a profissão cuja designação provém do nome de Pedro Aleixo Gari. Nosso mundo é capitalista demais para enxergar Deus nas coisas simples e é consumista demais para deixar de ver a si mesmo como deus. Jesus certa vez disse: “Vinde, benditos de meu Pai! Entrai na posse do reino que vos está preparado desde a fundação do mundo. Porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me hospedastes; estava nu, e me vestistes; enfermo, e me visitastes; preso, e fostes ver-me.”(Mateus 25:34-36). Com isso Ele afirma que estaria entre aqueles que o mundo rejeita. Jesus é o Deus que está no faminto, no sedento, no sem-teto, no mendigo, no enfermo, no preso, no gari, no árbitro de futebol, no político, no matuto, na criança ou em qualquer um que a sociedade marginaliza e não demonstra amor.

O contrário disso são os consumistas e religiosos que querem fazer de Deus o “gari” pessoal. Quer que Deus limpe a rua da sua existência, tirando deles as enfermidades, os incômodos e tudo que lhes desagrada. Quer fazer de Deus o seu “garçom” particular quando “exigem” que Deus lhes atenda todos os seus caprichos. E quando Deus lhes contraria em suas frescuragens, esbravejam dizendo: “Onde está Deus? Será que Ele não tem poder para realizar um dos meus desejos?”

Deus não é gari, mas está entre os garis que varrem a porta da minha casa, mesmo quando eles não o reconhecem como Deus.
Glória a Deus!

Ilton
Morada Nova de Minas-MG
Igreja Presbiteriana
24 de agosto de 2010

EBI - Morada Nova de Minas


Posted by Picasa

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

O Vento Soprará nas Águas

Terça-feira(17), fui de manhã à praia com o objetivo de orar e um dos meus mais diletos amigos e irmãos, estava comigo.
Ao chegar naquele lugar tão tranquilo, minha primeira atitude foi tirar o tênis e andar dentro d’agua, sentindo a lama, a areia e a água, numa atitude de aguçar minha apreciação pela simplicidade da natureza.

Enquanto andava percebi algo mais arrebatador ainda; o som das águas que chocavam contra a beira do grande lago. Era um acompanhamento gracioso! Calmante! Sofria quedas de tons: Thssssssahhh! Esse som silenciava todo barulho da alma.

Já tinha estado naquele local outras vezes e em muitas delas a calmaria era absoluta. Das águas não se ouvia qualquer ruído. Silêncio total. Parecia o fúnebre mais funesto, inerte e mórbido. Porém, desta vez ouvi um som do céu nas águas.

A verdade é que todos nós somos como água, a alma se parece com água. Assim como o vento(gr. pneuma) se parece com Espírito(pneuma) e som é anúncio de existência e vida. Certa vez o Profeta Ezequiel viu numa visão um vale de ossos sequíssimos, Deus ordenou ao profeta Ezequiel que profetizasse ao Espírito e ao fazê-lo, “o Espírito entrou neles, e viveram e se puseram em pé, um exército sobremodo numeroso”(Ez. 37.10).

Há muitas almas por aqui sem som do céu, há muito ruído infernal. Amarguras, rancores, depressões, almas ambivalentes etc., por isso profetizo ao Espírito e digo: “Vem Espírito Santo sobre nós, vem sobre Morada Nova de Minas! Não te detenhas!”

Eu sei que quando o vento sopra, o lago canta. As águas do lago não podem resistir ao vento. E que venha mesmo! Por isso vou à praia, para clamar e dizer: “Vem Vento impetuoso! Aperte o “Play” do céu e toque sua música!”

Lembro-me ainda do que Jesus disse: “O vento sopra onde quer, ouves a sua voz, mas não sabes donde vem, nem para onde vai; assim é todo o que é nascido do Espírito”(Jo. 3.8). Alguns sacramentalizam o templo, outros o monte, outros, objetos; mas o Espírito Santo soprará em você!

Diga agora você mesmo ao Espírito:
Sim, sou água
quieta e sem som.
Vem soprar em mim, Espírito
E faz-me entrar no tom!



Ilton
Morada Nova de Minas
18 de agosto de 2010

sábado, 7 de agosto de 2010

DIA DOS PAIS & DIA DOS ÓRFÃOS

Amanhã será a aula inaugural da nossa EBI(Escola Bíblica Infantil), minha esposa tem preparado tudo com muito carinho. Eu estou aqui a pensar nas muitas crianças de Morada Nova de Minas, a maioria delas com uma carência descomunal. Fico pensando nesta data tão importante: Dia dos pais. Meu filho mais velho antecipou o presente que é um suporte para chaves com dizeres tão elevados sobre a figura do pai. Se quisermos saber a importância de alguma coisa basta perguntar como ficariam as demais sem a presença dela. Aplicando a ao pai o resultado seria órfão.
Bem, mas alguém já ouviu falar do Dia dos Órfãos?
Existe. Dia 24 de dezembro, véspera de Natal, é dedicado aos órfãos. Nesta data, crianças órfãs aguardam a chegada de uma surpresa, de um presente ou de uma visita, com um sentimento muito especial. Tragicamente parece que o Dia dos Órfãos fora engolido por nosso Natal Comercial(alías, quem é que vai presentear órfãos se tem que religiosamente comprar os presentes de Natal?).
Enquanto isso, na vida real, os órfãos se multiplicam e os pais se subtraem(para não dizer, são dizimados). Para o pensamento comum a lógica é, não existe filho sem pai, mas a verdade é que não existe pai sem progenitor. Existem muitos órfãos de pai, mas o mais maluco é que a maioria são órfãos de paternidade humana(Paternidade: lat. paternìtas 'sentimentos de pai'). Presencio isso todos os dias e eu mesmo luto contra isso em minha vida. Há filhos cujos pais estão dentro de casa, mas sem paternidade. São filhos órfãos!
Mas lembro-me também do que a Palavra de Deus diz: “Pai dos órfãos e juiz das viúvas é Deus em sua santa morada” (Psalm 68:5). Em Morada Nova de Minas pode ter muitos órfãos de pai e de paternidade, mas não há nenhuma criança no mundo inteiro, em todos os tempos que seja órfão de Pai ou de paternidade celestial. Da sua santa morada Ele cuida dos descuidados. Fazendo assim ele é Deus Pai, cheio de paternidade.
Tenho ainda muito o que dizer sobre isso, mas estou fazendo um esforço para escrever pouco. Então confira você mesmo na Bíblia histórias como a de Mefibosete, José, Jefté etc.

Fique na paterna paz que nos é dada em Cristo!

E encontre-nos nos Encontros da Paz:
R.Waldemar Álvares, 667 – Centro
Morada Nova de Minas – MG
Ilton.

domingo, 1 de agosto de 2010

Segredos - Frejat e os "Segredos" de todo mundo

Segredos - Frejat
Composição: Frejat

Eu procuro um amor
que ainda não encontrei
diferente de todos que amei


Nos seus olhos quero descobrir
uma razão para viver
e as feridas dessa vida
eu quero esquecer

Pode ser que eu a encontre
numa fila de cinema
numa esquina ou numa mesa de bar

Procuro um amor
que seja bom pra mim
vou procurar, eu vou até o fim


E eu vou tratá-la bem
pra que ela não tenha medo
quando começar a conhecer
os meus segredos


Eu procuro um amor
uma razão para viver
e as feridas dessa vida
eu quero esquecer

Pode ser que eu gagueje
sem saber o que falar
mas eu disfarço
e não saio sem ela de lá

Procuro um amor
que seja bom pra mim
vou procurar, eu vou até o fim


Por mais que se experimente muitos amores, a procura é pelo Amor que dá razão para viver.

Por que Frejat deu o título “Segredos” a esta música sendo que do que mais se fala o tempo todo é “procurar” e “amor”? Notamos que ele acrescenta o seguinte: “que seja bom pra mim”, “uma razão para viver” e “vou procurar até o fim”.

Creio que o título da música é apropriadíssimo, porque todos os amores por ele experimentados não sobreviveram quando seus “segredos” apareceram. Os “segredos” de uma pessoa mostram em muito a sua “razão para viver”.

Precisamos de alguém que seja capaz de ouvir nossos “segredos”!

Certa vez Jesus encontrou uma mulher apanhada em flagrante adultério(Veja nosso post Maravilhosa Graça que Salva). Os homens, ao descobrir alguns dos “segredos” daquela mulher, a arrastaram para a morte diante de Jesus. Mas Jesus que não tem os “segredos” dos homens, já que Ele é a revelação exata de Deus, e conhecendo os “segredos” de todos os homens, usou os para mostrar aos acusadores da pobre mulher que eles eram tão podres quanto qualquer pecador da face da terra.

“Segredos”, esse é o problema que só o amor pode lidar.

Frejat foi feliz não só no texto de sua música, mas no título. Ela é a expressão exata da luta de todo homem que não ignora seus “segredos”. Certamente ele a compôs da perspectiva de quem procura uma companheira, mas sua alma continua a gritar pelo Amor de Deus e a música deixar um vazamento disso.

Jesus te ama! Conte para Ele seus “segredos”, você não será decepcionado!


Ilton

Igreja Presbiteriana de Morada Nova de Minas

MEDITAÇÃO DE HOJE(01-08-2010)R. 
 Morada Nova de Minas-MG

quinta-feira, 8 de julho de 2010

Meu 36º Aniversário



Por isso, eu lhe darei muitos como a sua parte, e com os poderosos repartirá ele o despojo, porquanto derramou a sua alma na morte; foi contado com os transgressores; contudo, levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu”(Is.53.12).
Hoje, em meu 36º aniversário, tenho o privilégio de ler novamente os capítulos 52 e 53 de Isaías. O profeta descreve vividamente o sofrimento e a glória de Cristo.
Há em mim um desejo de entregar-me mais e mais, muito mais ao chamado de Cristo. Não quero perder tempo com mais nada; minha vida não é muito longa, a vida de qualquer um de nós!
Jesus “derramou a sua alma na morte; foi contado com os transgressores; contudo, levou sobre si o pecado de muitos e pelos transgressores intercedeu”(Is. 53.12). Ele não recusou entregar-se totalmente até a morte, sofreu a reputação de horrendo criminoso sem jamais cometer delito algum, carregou sobre si meus pecados e sendo eu transgressor, por mim intercedeu.
Se ainda tenho algum tempo pela frente(e acredito que tenho), desejo fazer diferença em nossa cidade, Morada nova de Minas.
Ilton(Rm. 5.1)
Igreja Presbiteriana de Morada Nova de Minas

quarta-feira, 7 de julho de 2010

MORADA NOVA DE MINAS, JARDIM DE DEUS



Com certeza o SENHOR consolará Sião e olhará com compaixão para todas as ruínas dela; ele tornará seus desertos como o Éden, seus ermos, como o jardim do SENHOR. Alegria e contentamento serão achados nela, ações de graças e som de canções.”(Is.51.3 -NVI).
O jardineiro levanta bem cedo e antes do orvalho cair ele já irrigou seu jardim cuidadosamente. Cada uma de suas arvorezinhas recebe cuidado especial e personalizado. Conversa com elas, olha suas necessidades, as aduba, poda e protege. Verifica regularmente a segurança do seu jardim, tomando medidas contra predadores e pestes; quando alguma de suas plantinhas é ameaçada por insetos, fungos etc, ele imediatamente intervém com tratamento especializado.
Na outra mão deste relacionamento vemos o jardim como o prazer e a satisfação do jardineiro. No jardim está seu sonho, seu prazer e sua glória. Em cada flor, folha e broto ele encontra sua própria beleza e vivacidade. É por isso que Éden significa “prazer”.
Talvez a vida do querido(a) leitor(a) tem sido um “deserto” para Deus e para você mesmo. Sua alma se revolta e se revolve dentro de você com uma angústia ou uma falta de sentido existencial. Entregue sua alma ao Senhor Jesus hoje mesmo, confie nEle e Ele agirá(Sl.37.5). Ele a tornará de “deserto” a “jardim”, isto é, prazer de Deus.
Nosso desejo e esforço são para que toda Morada Nova de Minas torne-se como um “Éden” de Deus.
Que Deus abençoe seu dia e que hoje você entregue seu coração ao Senhor Jesus.
Ilton(Rm. 5.1)
Igreja Presbiteriana de Morada Nova de Minas.