Pular para o conteúdo principal

ABUSO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE

TEMA DA CAMPANHA: “ESQUECER É PERMITIR, LEMBRAR É COMBATER

Texto básico: “E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente”(Rm. 12.2).
INTRODUÇÃO:
Há alguns anos, li uma crônica sobre uma tribo africana que era atribulada pelos ferozes ataques de um leão. Fizeram uma reunião para ver como solucionar aquele problema. Um dentre eles teve uma idéia: apagar de vez o nome Simba do vocabulário da tribo, o que foi aceito por todos em unanimidade.
Ninguém fala, escrevia ou sequer gesticulava algo a respeito do simba. Todos estavam felizes, mas somente até ao momento em que o infeliz leão resolvia rugir ou atacar.
Assim também procuramos agir em nossa comunidade. Dizemos pra nós mesmos: “O simba não existe!” até o momento em que somos surpreendidos pelos alarmantes rugidos da maldade.
“Esquecer é permitir, lembrar é combater”

Mas que Simbah é esse que temos de lutar? Na verdade é uma alcatéia inteira:

HÁ VIOLÊNCIA:
Física; Simbólica; Financeira; Institucional; Bullying; Sexual.
HÁ 4 TIPOS DE ABUSOS:
Pedofilia, estupro, assédio sexual(strauss khan – chefe do FMI), exploração sexual profissional. – isso sem contar os vários típos de abuso psicológicos.

Porém, hoje quero focar em dois “leões” que rugem na cultura pós-moderna:


1.       O Perigo do Silêncio
Nos tornamos um povo indiferente. A indiferença é a marca da geração televisiva. Antes do advento da TV, mulheres e crianças se tornavam paralíticas pela tirania do machismo. De tanto serem injustiçadas, constantemente machucada(também no sentido etmológico), por ficar em silêncio obrigatório aquilo se somatizava e causava paralisias e enumeras doenças.
Mas a nossa geração não, ela está cada vez mais indiferente porque nos acostumamos cada vez mais com a maldade! Somos como o sapo dentro da panela com água que gradativamente vai aquecendo, aquecendo... até ser cozinhado.
É nesse novo ambiente de maldades instituidas que perdemos a capacidade de indignar. Ora o remédio para isso é o AMOR. Pois o Apóstolo Paulo nos diz: “o amor não se alegra com a injustiça”(1 Coríntios 13.6).
Amar é também a capacidade de indignar-se com a injustiça.
Uma mãe que sabe ou suspeita que seu esposo está abusando sexualmente de sua filhinha e não toma nenhuma providência, perdeu o amor. O amor, diz ainda o Apóstolo Paulo no verso 5, “não procura seus próprios interesses”. Um parente, ou “amigo” que consente ver o abuso de uma criança ou adolescente e nada faz para conter a injustiça, mas fica caladinho vendo o sofrimento do outro, para não ter que passar pelo risco de sofrer pelo aflito é tão nefasto e criminoso quanto o próprio abusador e portanto não é amor.

2.       “O Flautista de Hamelin”

Em 1284, a cidade de Hamelin estava sofrendo com uma infestação de ratos. Um dia, chega à cidade um homem que reivindica ser um "caçador de ratos" dizendo ter a solução para o problema. Prometeram-lhe um bom pagamento em troca dos ratos - uma moeda pela cabeça de cada um. O homem aceitou o acordo, pegou uma flauta e hipnotizou os ratos, afogando-os no Rio Weser.
Apesar de obter sucesso, o povo da cidade abjurou a promessa feita e recusado-se a pagar o "caçador de ratos", afirmando que ele não havia apresentado as cabeças. O homem deixou a cidade, mas retornou várias semanas depois e, enquanto os habitantes estavam na igreja, tocou novamente sua flauta, atraindo desta vez as crianças de Hamelin. Cento e trinta meninos e meninas seguiram-no para fora da cidade, onde foramenfeitiçados e trancados em uma caverna. Na cidade, só ficaram opulentos habitantes e repletos celeiros e bem cheias despensas, protegidas por sólidas muralhas e um imenso manto de silêncio e tristeza.
E foi isso que se sucedeu há muitos, muitos anos, na deserta e vazia cidade de Hamelin, onde, por mais que se procure, nunca se encontra nem um rato, nem uma criança.

Nossa cultura pós-moderna é com o Flautista de Hamelin, nos livra dos ratos, mas rouba nossas crianças.
Os Flautistas de Hamelin são todos aqueles que, tendo em mãos algum poder seja ele magistrado, político, religioso, psicológico ou midiático, o usa não para priorizar e proteger(que são máximas do Estatuto da Criança e do Adolescente) mas sim para sujeitar e abusar.

Nossa cultura está saturada do lixo cultural.
Por exemplo:
É ilegal que a criança e adolescente visualize pornografia.... e isto é explicito
um professor meu ja dizia....sabe estas bancas de revista que tem nas capas fotos de mulheres peladas.,.. isto é ilegal... pq o adolescente passa e vê. Nao pode.


Por exemplo, se o adolescente esta em um centro de internação, estas revistas são proibidas. Aqui fora eles tem a TV, sites, (nao monitorados p menores) , revistas....
a criança nao pode ver nem cenas de violencia, que seja no seu lar ou na tv pela midia...etc...


Não vou falar de cada um desses tipos de poderes, mas vou focar em apenas um: o midiático. Mais específicamente olhando a música. Pois a música é reflete o som de uma cultura.


Recebi esse e-mail recentemente o qual transcrevo parte dele aqui:

O PADRÃO VEM CAINDO VERTIGINOSAMENTE!
 
A Triste realidade

Uma análise da evolução da relação de conquista e do amor do homem para a mulher,
através das músicas que marcaram época.

---------------------------------------------------------
Década de 70:
Ele chega em seu fusca, com roda tala larga, sacode o cabelão,
abre porta pra mina entrar e bota uma melô jóia no toca-fitas:
"Foi assim, como ver o mar, a primeira vez que os meus olhos se viram no teu olhar....
Quando eu mergulhei no azul do mar, sabia que era amor e vinha pra ficar...."
---------------------------------------------------------
Década de 80:
Ele telefona pra ela e deixa rolar um:
"Fonte de mel, nos olhos de gueixa, Kabuki, máscara. Choque entre o azul e o cacho de acácias,
luz das acácias, você é mãe do sol. Linda...."
--------------------------------------------------------
Década de 90:
Ele liga pra ela e deixa gravada uma música na secretária eletrônica:
"Bem que se quis, depois de tudo ainda ser feliz. Mas já não há caminhos pra voltar.
E o que é que a vida fez da nossa vida? O que é que a gente não faz por amor?"
---------------------------------------------------------
Em 2001:
Ele captura na internet um batidão legal e manda pra ela, por e-mail:
"Tchutchuca! Vem aqui com o teu Tigrão. Vou te jogar na cama e te dar muita pressão!
Eu vou passar cerol na mão, vou sim, vou sim! Eu vou te cortar na mão!
Vou sim, vou sim! Vou aparar pela rabiola! Vou sim, vou sim"!
--------------------------------------------------------
Em 2002:
Ele manda um e-mail oferecendo uma música:
"Só as cachorras! Hu Hu Hu Hu Hu!
As preparadas! Hu Hu Hu Hu!
As poposudas! Hu Hu Hu Hu Hu!"
---------------------------------------------------------
Em 2003:
Ele oferece uma música no baile:
"Pocotó pocotó pocotó...minha éguinha pocotó!
---------------------------------------------------------
Em 2004:
Ele a chama p/ dançar no meio da pista:
"Ah! Que isso? Elas estão descontroladas! Ah! Que isso? Elas Estão descontroladas!
Ela sobe, ela desce, ela da uma rodada, elas estão descontroladas!"
--------------------------------------------------------
Em 2005:
Ele resolve mandar um convite para ela, através da rádio:
"Hoje é festa lá no meu apê, pode aparecer, vai rolar bunda lele!"
---------------------------------------------------------
Em 2006:
Ele a convida para curtir um baile ao som da música mais pedida e tocada no país:
"Tô ficando atoladinha, tô ficando atoladinha, tô ficando atoladinha!!!
Calma, calma foguetinha!!! Piriri Piriri Piriri, alguém ligou p/ mim!"
----------------------------------------------------------
Em 2010:
Ele encosta com seu carro com o porta-malas cheio de som e no máximo volume:
" Chapeuzinho pra onde você vai, diz aí menina que eu vou atrás.
Pra que você quer saber?
Eu sou o lobo mau, au, au
Eu sou o lobo mau, au, au
E o que você vai fazer?
Vou te comer, vou te comer, vou te comer,
Vou te comer, vou te comer, vou te comer,
Vou te comer, vou te comer, vou te comer"

Isto é apenas uma pequena amostra da música brasileira...

Que dizer por exemplo da nifa pop americana Lady Gaga? Quantas crianças estão adoecidas na tentativa de imitar a Popstar?
Mas você já observou o que ela preconiza em suas músicas e seus clipes(Bad Romance, Paparazzi e Telephone), pais? A suma é: 1º Erotização, 2º Assassinato e 3º Ritualismo macabro/satanista.

3.       OS PRINCIPAIS AGENTES QUE DEUS SEPAROU PARA COMBATER O ABUSO

Você pai, você mãe!
Tragicamente, somos levados a admitir que são estes(principalmente os pais, sejam biológicos ou adotivos) os primeiros a abusarem de seus próprios filhos.

Aqueles que Deus deixou com incumbência de cuidar, proteger e educar na justiça, são os primeiros a se tornarem abusadores! Horrivel! Horrível! Horrível!

4.       A CURA PELA METANÓIA

Como mensageiro de Deus, não posso deixar de apresentar o recurso de Deus para sua vida.
Começo com você que é abusador.

Via de regra o abusador fora um abusado. Hoje você escolheu a vingança e a loucura para si. Mas se você quiser sair dessa vida Jesus pode transformá-lo.
Talvez você seja um cumplice do abusador, que sabe e consente com a maldade. Você está em pé de igualdade com o abusador.

Agora prestem atenção na breve história de John Newton.

Por volta de 1750, John Newton era o comandante de um navio negreiro inglês. Os navios faziam o primeiro pé de sua viagem da Inglaterra quase vazios até que escorassem na costa africana. Lá os chefes tribais entregavam aos Europeus as "cargas" compostas de homens e mulheres, capturados nas invasões e nas guerras entre tribos. Os compradores seleccionavam os espécimes mais finos, e comprava-os em troca de armas, munições, licor, e tecidos. Os cativos seriam trazidos então a bordo e preparados para o "transporte". Eram acorrentados nas plataformas para impedir suicídios. Colocados lado a lado para conservar o espaço, em fileira após a fileira, uma após outra, até que a embarcação estivesse "carregada", normalmente até 600 "unidades" de carga humana. Os escravos eram "carregados" nos navios para a viagem através do Atlântico. Os capitães procuraram fazer uma viagem rápida esperando preservar ao máximo a sua carga, contudo a taxa de mortalidade era alta, normalmente 20% ou mais. Quando um surto de disenteria ou qualquer outra doença ocorria, os doentes eram atirados ao mar. Uma vez chegados ao Novo Mundo, os negros eram negociados por açúcar e melaço que os navios carregavam para Inglaterra no pé final de seu "comércio triangular."John Newton transportou muitas cargas de escravos africanos trazidos à América no século XVIII. Numa das suas viagens, o navio enfrentou uma enorme tempestade e afundou-se. Foi nesta tempestade que Newton ofereceu sua vida a Cristo, pensando que ia morrer.Após ter sobrevivido, ele converteu-se verdadeiramente ao Senhor Jesus e começou a estudar para ser um chamado Pastor”. Nos últimos 43 anos de sua vida ele pregou o evangelho em Olney e em Londres. Em 1782, Newton disse: "Minha memória já quase se foi, mas eu recordo duas coisas: Eu sou um grande pecador, Cristo é o meu grande salvador."No túmulo de Newton lê-se: "John Newton, uma vez um infiel e um libertino, um mercador de escravos na África, foi, pela misericórdia de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo, perdoado e inspirado a pregar a mesma fé que ele tinha se esforçado muito por destruir". O seu mais famoso testemunho continua vivo, no mais famoso das centenas de hinos que escreveu:

* Sublime graça
1. Sublime graça que alcançou
Um pobre como eu,
Que a mim, perdido e cego achou,
Salvou e a vista deu!

2. De vãos temores e aflição
A graça me livrou
E doce alívio ao coração
Em Cristo me outorgou.

3. Se lutas vêm, perigos há,
Se é longo o caminhar,
A graça a mim conduzirá
Seguro ao santo lar.

4. A Deus, então, adorarei
Ali, no céu de luz,
E para sempre cantarei
Da graça de Jesus.


Ilton

Morada Nova de Minas

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

MENSAGEM PARA FORMANDOS EM PEDAGOGIA– No auditório da Escola Heloísa de Campos–Morada Nova de Minas–11/02/2011

TEMA: SEMEADORES DO BEM
TEXTO: Mateus 13:3.
Há muitos motivos para hoje ser uma noite de celebrações, uma delas é que vocês venceram, seus familiares e professores vencem com vocês e o que na Grécia antiga era serviço de alguns escravos, hoje, meritoriamente é reconhecida como uma profissão vital para o Sistema Educacional.
Estou aqui para abençoa-los como Deus me incumbiu e não posso fazê-lo sem refletir na pedagogia de Jesus:
Para isto, gostaria de meditar Mateus 13.3 quando Ele diz: “Eis que o semeador saiu a semear”.
Falando de si mesmo, o Mestre dos mestres resume sua prática pedagógica no ato de semear.
Semear parece ser algo simples demais para configurar uma teoria, mas é, ao meu modo de ver, o casamento da vida. O casamento da semente com a terra.
Se Ele andasse pelas ruas corporalmente como o fez a dois milênios, observaria nossos vizinhos plantando o milho nos quintais e lotes vagos nos finais de ano e em janeiro nos ensinaria preciosas lições desde o plantio do mil…

Fortalece

Bíblia em Texto e ÁudioTV PresbiterianaPrograma Verdade e VidaBlog LEITURA BÍBLICA de segunda-feira, 29 de abril de 2013 DESTAQUE: “Simão, Simão, eis que Satanás vos pediu para vos peneirar como trigo;mas eu roguei por ti, para que a tua fé não desfaleça; e tu, quando te converteres, fortalece teus irmãos”. (Lc. 22.32).

Este é um dos mais marcantes episódios na vida de Pedro, pois mesmo quando o apóstolo estava sob a obscurecente sombra da autossuficiência, nosso Senhor Jesus roga por ele para que satanás não viesse a peneira-lo como trigo. A verdade é que todos nós seríamos restolho na peneira, destinados à destruição, ao fogo, se Jesus não intercedesse por nós. Jesus, no entanto, não apenas intercede por nós, mas nos comissiona dizendo: “...e tu, quando te converteres, fortalece teus irmãos”. Este é um chamado claro: Fortalecer os irmãos. Escolha fortalecer os irmãos hoje. Escolha abençoar alguém na fé em Cristo esta semana! Pense nisto! Tenha um bom fim de semana em nome de Jesus! M. Ilton. …