Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Junho 30, 2011

QUANDO PERDI MEU CORPO

Se você gosta de filmes como eu, especialmente de ficção, há de convir que alguns deles chacoalham muito nossa mente. É o caso, por exemplo, de Matrix, que 1999 não apenas deu início aos filmes inspirados em games, mas que possuía forte conteúdo filosófico. Recentemente provamos, Avatar e atualmente, A Orígem(inception em inglês), que aliás, é um excelente filme. Nestes filmes o possuir o(um) corpo seja ele virtual, alienígena ou fruto de uma projeção subconsciente é um dos grandes trunfos para a viabilização do enredo. Sem essa “experiência” o filme seria mais uma narração nada extraordinária.
Todavia as “experiências” propostas nestes filmes entre a mente e o corpo jamais chegarão aos pés daquela que pode ser vivida diariamente(na vida real) e que qualquer ser humano pode dar início à mesma, a qualquer momento de sua vida. Foi o que aconteceu comigo, tem acontecido com inúmeras pessoas ao redor do mundo e, pode acontecer com você. Tudo começa com uma INCEPÇÃO e uma CONEXÇÃO. É isso m…

Alhambra

Alhambra
(Gladir Cabral e Gerson Borges)

Queria tocar os sinos
Da majestosa catedral
Pensei em compor os hinos
Pintar as faces do vitral

Mas tu me fizeste olhar o chão
E repintar os rodapés
Silenciar em meio à sombra do jardim

E foi assim que eu aprendi
A aguardar o tempo bom
A viração do vento sul
O recomeço da estação